Equipe Fundecitrus

Silvio Aparecido Lopes

Silvio Aparecido Lopes

slopes@fundecitrus.com.br

Doutor em Fitopatologia pela Louisiana State University, Baton Rouge, Estados Unidos e Mestre em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP, Piracicaba. Trabalha como pesquisador no Fundecitrus desde 2004, nas áreas de etiologia e manejo do HLB e Clorose Variegada dos Citros.

Com relação a CVC e Xylella fastidiosa: (i) atuou no projeto de sequenciamento bactéria, (ii) desenvolveu metodologia de inoculação de seedlings de citrus para testes de resistência à doença, (iii) caracterizou a resposta à infecção por X. fastidiosa de diversas variedades de laranjas doces e espécies de porta enxertos, confirmando que a CVC é doença típica de laranjeiras, (iv) descreveu o tabaco como importante hospedeiro experimental para estudos da interação planta-X. fastidiosa e para diferenciação das linhagens de X. fastidiosa da CVC da que afeta o cafeeiro, (v) desenvolveu nova estratégia de controle da CVC que consiste na substituição de copas de laranjeiras severamente afetadas pela doença.

Com relação ao HLB e Liberibacter (i) demonstrou que a poda de ramos sintomáticos ou remoção de toda a copa de plantas de diferentes idades variedades ou níveis de sintomas não é suficiente para a cura da planta doente, (ii) definiu metodologia de inoculação por enxertia e caracterizou a resposta de citros à infecção por Ca. L. americanus, (iii) demonstrou que Ca. L. asiaticus é mais tolerante a altas temperaturas e que atinge mais altos títulos em citros do que Ca. L. americanus, fatores que explicam a maior progressão espacial e temporal de Ca. L. asiaticus nas propriedades citrícolas e em todo o parque citrícola, (iv) definiu o padrão de ocorrência das bactérias do HLB na folhagem de copas de plantas com sintomas inicias da doença, e (v) demonstrou que a planta de murta pode hospedar naturalmente as bactérias do HLB caracterizando sintomatologia, títulos bacterianos e distribuição de plantas infectadas em áreas urbanas das principais regiões produtoras de citros do estado de São Paulo.

Interesses atuais incluem estudo dos fatores ambientais prevalentes nas principais regiões citrícolas de São Paulo, particularmente temperatura e déficit hídrico, sobre a fenologia de diferentes combinações de variedades copa e porta-enxerto e suas respostas ao HLB, e sobre taxas de aquisição, multiplicação e transmissão de Liberibacter pelo inseto vetor, Diaphorina citri.

ver currículo