Comunicação

Representantes da Coca-Cola e da Pepsico visitam o Fundecitrus para conhecer pesquisas e ações para o controle do greening na citricultura paulista

O Fundecitus recebeu, nesta quarta-feira (26), a visita de representantes da Coca-Cola e da Pepsico, dos Estados Unidos, interessados em conhecer as pesquisas e ações desenvolvidas pela instituição para controlar o greening na citricultura paulista.

Participaram do encontro o diretor da Coca-Cola Tim Anglea, responsável pela área de estudo em citros; o pesquisador da área de inovação na agricultura da Coca-Cola, Alec Hayes; a gerente da área de citros da Pepsico, Cheryl Nagle; e a diretora da Pepscio, Pat Quimet.

No encontro com a presença do presidente do Fundecitrus, Lourival Carmo Monaco, e pelo gerente geral, Juliano Ayres, foi apresentado um panorama da atual situação do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais, abordando dados da estimativa da safra de laranja 2017/18 e inventário de árvores 2017, o perfil dos pomares e o resultado do levantamento da incidência do greening em 2017.

Os pesquisadores da instituição, especialistas em greening, apresentaram um histórico do avanço da doença no Brasil e no mundo, resultados de pesquisas sobre o manejo do greening, controle do psilídeo Diaphorina citri, aspectos climáticos que influenciam no progresso da doença, e os projetos na área de biotecnologia. As ações para o combate da doença nas áreas sem controle e a campanha de marketing “Unidos contra o greening”, liderada pelo Fundecitrus, também foram abordadas.

Os representantes das empresas também conheceram os laboratórios do Fundecitrus de Pesquisa e Diagnóstico, Biotecnologia, Ecologia Química e Comportamento de insetos e a biofábrica de criação da vespinha Tamarixia radiata, inimigo natural do psilídeo, inseto transmissor do greening.

No final do encontro, foram discutidas propostas de parcerias e desenvolvimento de trabalhos em conjunto.

Tags: