Comunicação

Alerta Fitossanitário incentiva manejo regional e uso da tecnologia na citricultura

O trabalho coletivo e a tecnologia são poderosos aliados no controle de pragas. Prova disso é o Alerta Fitossanitário do Fundecitrus. O sistema se tornou uma importante ferramenta para os citricultores no manejo regional do greening (HLB/huanglongbing), a mais destrutiva doença dos citros no Brasil.

O Alerta foi criado para monitorar a presença de psilídeo Diaphorina citri, o inseto transmissor de HLB, a pior doença que afeta os pomares de laranja. Ele organiza informações sobre a população do inseto e da presença de brotações nas propriedades e nas regiões monitoradas.

Desde abril de 2017 a ferramenta cobre 61,9% do parque citrícola no Brasil - que engloba municípios de São Paulo e Minas Gerais; principal área produtora de citros do país. Com medidas mais efetivas e aplicadas de maneira conjunta e coordenada pelos citricultores, o manejo regional se tornou uma eficiente arma no combate à doença.  

Como funciona?

Armadilhas adesivas amarelas georreferenciadas são instaladas nas áreas monitoradas e, a partir da análise dessas armadilhas, que é feita quinzenalmente, são geados relatórios sobre a flutuação populacional do psilídeo.

Os citricultores das regiões também abastecem um sistema online com informações sobre a população de psilídeos encontrados nas armadilhas de suas propriedades e com avaliações e perspectivas de seu pomar.

Junta-se a esses dados os relatórios gerados pelas armadilhas instaladas nas regiões pelo próprio Fundecitrus. A partir dessas informações são gerados relatórios que mostram a situação de cada propriedade e das regiões participantes; indicando quais os locais críticos de presença do inseto e onde é necessário fazer o controle.

Quando há necessidade do controle, o Fundecitrus envia um alerta para os produtores cadastrados informando os picos da população de psilídeo, indicando a necessidade de pulverização conjunta em toda a região. Dessa forma, o Alerta potencializa o manejo regional do HLB, já que o combate e controle são feitos em larga escala e ao mesmo tempo, eliminando as plantas com sintomas da doença. A participação na ferramenta é gratuita e mostra como os esforços integrados podem potencializar os resultados na guerra contra a perda de produtividade.

(Strider adaptado)

Tags: